O Ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, determinou em sede de liminar o afastamento de Eduardo Cunha de seu mandato de Deputado Federal e, desta maneira, também será afastado da presidência da Câmara dos Deputados.

A ação cautelar 4070 foi ajuizada pelo procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, no âmbito dos inquéritos 3983 e 4146, nos quais Cunha é investigado por suposto envolvimento no esquema de pagamento de propina da Petrobras, apurado pela Lava Jato.

De acordo com o advogado da referida ação cautelar, o deputado estaria utilizando do cargo para “evitar que as investigações contra si tenham curso e cheguem a bom termo, bem como reiterar as práticas delitivas, com o intuito de obter vantagens indevidas“.

Hoje, dia 05 de maio de 2016, um Oficial de justiça compareceu à residência de Cunha para ser notificado da decisão do Ministro do Supremo Tribunal Federal.

 

Recent Posts